Guia do post perfeito no WordPress

Guia do post perfeito no WordPress

Neste guia vamos te mostrar o passo a passo de como publicar um post no WordPress de maneira rápida e fácil.

A internete.se utiliza o WordPress como sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS) padrão para seus projetos. Não vamos explicar (ainda) o que é um CMS e porque escolhemos o WordPress como a melhor opção, mas é importante conceitualizar rapidamente o que é um blog.

O que é um blog, afinal?

Rapidamente, bem, super, ultra resumido. Blog é um ambiente que reúne páginas de conteúdo, que podem ser atualizadas com frequência e o principal, com extrema facilidade. Preciso muito melhorar esta minha explicação, mas vou deixar no final do guia um link com um artigo (também postado em um blog, olha que coincidência) com uma explicação completa do que é um blog, como surgiram e como se tornou uma ferramenta tão importante para o marketing de uma empresa.

O que é um post?

Blog é um conjunto de vários posts agrupados em categorias e tags. Neste guia vamos chamar todos os conteúdos/artigos postados dentro de um blog em WordPress de post. Enquanto que a ação de criar um post dentro do blog chamamos de postar. Dito isto vamos ao primeiro grande aviso:

É muito importante manter todas as postagens dentro de um blog padronizadas. Conteúdo interessante, bem formatado e agradável de ler é a chave para ter altas taxas de leitura. E isto garante o sucesso do seu blog.

O que um post precisa ter?

Já vai separando aí! Um post perfeito precisa ter estes itens abaixo bem definidos.

  • Título bem chamativo;
  • Corpo do texto bem subdividido e organizado;
  • Imagem de destaque que vai aparecer na capa do post;
  • Categorias e Tags as quais este post vai pertencer;
  • Uma data para ser publicado.

Com isto em mãos, vamos começar pelo começo. 😮

Acessando o painel do WordPress

Geralmente o acesso ao painel administrativo do Wordpress é o endereço do seu site seguido por /wp-admin em seguida, por exemplo: www.seudominio.com.br/wp-admin

Tela padrão de login do wordpress
Tela de login padrão do WordPress

Faça Login (Login e Senha) com os dados de acesso fornecidos pelo administrador. Caso precise de uma nova conta de acesso, clique no botão de suporte no menu localizado no topo do site.

Ao entrar no painel administrativo do WordPress (Dashboard), procure na coluna lateral pelo item Posts e clique em Adicionar novo

Dashboard do Wordpress mostrando o caminho para a adição de novo post

Pronto, agora você está na tela de edição do post, a imagem mostra como a tela de inicio de edição irá aparecer para você.

Tela de edição de texto ainda vazia.
Tela inicial para edição/criação de um novo post.

Copiando e editando o conteúdo para o editor

Agora entra em cena o nosso famigerado Ctrl+C e Ctrl+V. Inicialmente vamos alimentar nosso novo post com o título e com o texto. Copie e cole dentro do editor o material preparado para a postagem.

Animação mostrando o colar de um titulo e texto no Gutemberg

Agora a dica de mestre do “copia e cola”. Muitas vezes o material que utilizamos para o post vem de algum editor de texto ou até mesmo de outro site. E quando copiamos este conteúdo, ele é colado no post com várias formatações do documento de origem.

Copiar um texto com formatação irá fazer com que ele seja exibido com fontes, tamanhos, espaçamentos diferentes. O que pode comprometer a padronização do blog. Lembra daquela dica que dei no inicio do guia? Padronização é tudo, por isso, vamos usar a uma técnica de hacker para o nosso “copia e cola”.

Ao invés do atalho Ctrl+V para colar, vamos usar o Ctrl+Shift+V. Assim garantimos que todo conteúdo colado no post esteja livre de formatação externa.

Teclado com apenas 3 teclas. Control, C e V.
Putz! Vamos precisar de um teclado com Shift agora!

Organizando e formatando o texto.

Agora vamos tornar este conteúdo visualmente atrativo. Como estes que está lendo (risos). O editor do WordPress é chamado de Gutemberg e está presente em na versão 5.0 lançado em 6 de dezembro de 2018.

O conceito do Gutemberg é trabalhar com blocos flexíveis. Ou seja, diferente o editor convencional que funciona como uma versão simplificada de um MS Word, ele monta todo o conteúdo em bloquinhos, que são empilhados e organizados para compor um post diverso e rico em material.

Em resumo, tudo são blocos, os títulos, os parágrafos, as imagens, citações… tipo um tetris (risos de novo).

A grande vantagem é que você pode mover, organizar e editar estes blocos a vontade, e eles vão se reorganizar conforme o tamanho da tela de cada dispositivo, o que vai manter o seu blog responsivo. (ps.: juro que um dia vou escrever um post sobre sites responsivos)

Então vamos lá. Clicando em cima de um pedaço do texto, logo notará que se trata de um bloco do tipo parágrafo. Clicando no símbolo dele podemos transformar ele em um título, lista, citação, etc…

Animação exibindo um bloco mudando de paragrafo para título H2
Selecionando cada bloco, é possível definir como este bloco se comportará. E a lista é infinita. Podem ser textos, imagens, vídeos, documentos, galerias, menus, botões, etc…

Títulos e Subtítulos

Na linguagem da internet (HTML), os títulos dos conteúdos são estruturados em Heading Tags que vão do H1 até o H6. E eles não são só importantes para a percepção visual do conteúdo como também no resultado do SEO. Segue alguns exemplos:

Mais formatações

É possível também selecionar textos para ficarem em negrito, itálico ou sublinhado. Colocar links que podem direcionar tanto para outros post dentro do blog como para conteúdos em outros sites.

Otimização de Imagens

Este item é importantíssimo. Imagens são um dos principais fatores para o visual do post. Elas vão ilustrar e facilitar a compreensão do material que está sendo entregue. Escolher imagens em alta definição é meio óbvio, mas tem um detalhe que merece atenção, o peso da imagem.

Existe um meio termo entre uma imagem de alta qualidade de uma imagem demasiada pesada. Dentro do bloco de conteúdo de um post, normalmente a largura máxima de uma tela de leitura fica entre 700 a 1200 pixels. Ou seja, usar imagens com largura maior que essa é um desperdício de dados, que só irá tornar o seu site pesado e lento.

Lembre-se também do formato. Nada de utilizar formatos de imagens que não possuem boa capacidade de compressão (esquece o PNG, BMP, TIFF, RAW…).

O formato mais indicado para o WordPress é o JPG (ou jpeg para os íntimos).

via GIPHY

Coloque uma imagem em PNG com 8000px de largura (pesando quase 5MB) e faça o leitor do seu site lembrar dos tempos da internet discada.

Agora vem uma dica quente, entre neste site aqui (TinyPNG) e suba (faça upload) uma imagem e veja o quanto ele consegue otimiza-la sem perder qualidade.

Descrição das Imagens

Outro fator importante no uso de imagens na internet é descrevê-las corretamente. Eis alguns pontos para tomar cuidado:

Salve o arquivo da imagem com um nome especifico que tenha relação com ela como por exemplo flor-amarela.jpg. Nada de imagens com o nome de wsjd759nkdr376.jpg

Cada bloco de imagem dentro de um post tem um campo chamado Texto Alternativo. Neste campo faça uma descrição resumida da imagem. Isso serve tanto para SEO como auxilio para pessoas com deficiência visual.

Exemplo do campo de Texto Alt
Utilize o campo de legendas das imagens sempre que achar necessário.

Imagem de destaque

Ou também chamada de imagem de capa (thumbnail image). É a imagem que será usada tanto no inicio do post em destaque e sua versão em miniatura na listagem de posts no blog.

Esta imagem segue as mesmas regras listadas nos pontos acima, ou seja, precisa ser devidamente otimizada e configurada.

Dica importante para as imagens de destaque é respeitar as proporções do layout desenvolvido para o seu blog, o WordPress ajusta a imagem para caber dentro do tamanho estabelecido, e caso utilize uma imagem em proporção muito diferente, ela será esticada.

Apesar de funcionar muito bem em um meme, uma imagem esticada no seu blog pode não ser tão legal assim.

Categorias e Tags

Agora com o seu conteúdo devidamente formatado, vamos para os ajustes finais do post. A começar pela seleção de Categorias a qual este post irá pertencer. Ou seja, com base nas categorias selecionadas é possível determinar onde este post irá aparecer lá no site.

Por padrão o WordPress cria uma categoria chamada ‘Sem Categoria’ e todos os post sem categorias irão ficar nela até serem alterados.

As Tags funcionam de maneira um pouco diferente. Elas servem para agrupar conteúdos em palavras-chave. E com isso, o visitante pode localizar outros posts que falam ou citam a mesma palavra-chave marcada na tag.

Link Permanente

Também chamado de slug, neste campo é determinado como vai ficar o endereço (URL) do post.

Este é um exemplo do slug deste artigo que está lendo agora e o endereço dele é: https://internete.se/guia-do-post-perfeito-no-wordpress/

Resumo

O campo de resumo tem duas funções primordiais.

  1. É um texto que será utilizado junto com a miniatura do post no blog. Se você deixá-lo em branco, o WordPress irá pegar as primeiras linhas do corpo do texto para preencher esta função. (isto só vai acontecer se o design esteja configurado para tal).
  2. Completar a Meta tag – Description para o SEO do seu post. Como no exemplo deste post que está lendo agora, em que o Snippet (fragmento da página que é listado na busca orgânica do Google) está desta maneira:
Exemplo do snippet gerado para o post que está lendo agora.

Normalmente no WordPress, o snippet do post é composto pela URL do post, o título do post + nome do site e o resumo. Estas regras podem ser alteradas utilizando plug-ins de SEO. Mas não vamos entrar neste assunto ainda. Em breve, teremos um post detalhando estas questões de configurações de SEO para post de blog em WordPress.

Status e visibilidade

Chegamos na etapa final pessoal. Uhu! Criamos nosso conteúdo, bem formatado e otimizado. Cadastramos as categorias e tags dele, definimos a URL, selecionamos a imagem de capa e o post está pronto. Agora é a hora da revisão final e postagem.

Os três pontos principais determinados nesta área são:

A visibilidade do post

Aqui é possível determinar as condições de visualização deste post: Público, Privado ou Protegido por senha.

A data de publicação

É possível definir uma data para o lançamento do post, tanto no passado como no futuro.

O autor do post

Aqui podemos selecionar quem é o autor deste post. Função muito utilizada caso o blog seja alimentado por múltiplos criadores de conteúdo. Onde cada um pode ter a sua assinatura e uma página própria com a listagem dos posts de sua autoria.

Finalizando

Agora sim, no canto superior esquerdo há três opções de ação para este post.
  • Salvar o rascunho para continuar editando posteriormente.
  • Visualizar o post antes de publicar, para verificar se está tudo correto e funcionando.
  • E finalmente, o botão de Publicar, que como o próprio nome diz, irá colocar o seu post no ar.

Conclusão

Pronto! Barbadinha né? Post lindo e maravilhoso pronto para ser lido e compartilhado pelos visitantes do seu blog. Este guia ficou meio longo por isto vou fazer um resumão rápido do que é necessário fazer, vamos lá:

  • Entre no painel administrativo do seu blog.
  • Clique em Posts e Adicionar novo.
  • Preencha o Título e o conteúdo do post.
  • Selecione a Categoria que ele pertence e cadastre as tags.
  • Defina a URL do post
  • Carregue a imagem de destaque e coloque o resumo.
  • Selecione a data de publicação e clique em Publicar.

Sabemos que muita coisa ficou de fora, e algumas dúvidas podem surgir, para isto a Internete.se – Fábrica de Sites fica a disposição para responder as tuas dúvidas. Entre me contato que iremos responder sempre que possível. Nos links abaixo eu vou deixar mais alguns materiais de terceiros (que também são posts em blogs) que usei para montar este guia e também para você ler e entender mais ainda sobre o assunto.

Links

Rockcontent – Você sabe o que são blogs e como eles surgiram? Descubra agora!

Mateada – Como publicar post no WordPress em 8 passos

Haste Design – Como publicar no blog WordPress

Tracto – O que é snippet do Google e como conquistá-lo?

Tabela de Conteúdo

Compartilhe este post
Nós usamos cookies.